As lesmas e o sal

| 6 de jun de 2012
As lesmas, assim como seus parentes próximos, os caracóis terrestres, são muito sensíveis à desidratação, ou seja, à perda de água pela superfície do corpo que permanece exposta ao ar. O sal de cozinha, por sua vez, é uma substância higroscópica, isto é, atrai fortemente a água.

Lesma vai à praia?

Quando o sal é lançado sobre esses animais, ele absorve rapidamente a água do corpo deles, causando a destruição de células e tecidos, transformando seus corpos em uma massa viscosa, disforme, como se estivessem derretendo. O sal, portanto, suga toda a água do corpo das lesmas, que são mais vulneráveis que os caracóis por não terem uma concha calcária para se proteger.

Outros animais que enfrentam o mesmo problema com o sal - pela ação maldosa de certas pessoas - são os sapos, as rãs e as minhocas. Apesar de frágil, esse tipo de "pele" traz lá algumas vantagens para quem a possui. Por ser bastante permeável, ela é uma importante via de entrada e saída de gases, ajudando a suprir a necessidade respiratória desses animais - que nem sempre têm pulmões capazes de dar conta do recado. Além disso, a tal "pele" permite facilmente a excreção de substâncias que precisam ser eliminadas pelo organismo.

Fonte: ME
Visto em: ,