"Pior restauração do mundo" recebe mais de 40 mil visitantes em 1 ano

| 13 de ago de 2013
A restauração mal-sucedida da pintura "Ecce Homo" na igreja do Santuário de Misericórdia de Borja, levou mais de 40 mil visitantes e arrecadou mais de 50 mil euros para uma instituição de caridade da cidade espanhola desde que foi revelada ao mundo, em agosto do ano passado.

Cecilia, o afresco original e o 'restaurado'.
(Foto: Reprodução)
Na próxima semana, a autora da restauração, Cecilia Giménez, e a administração do santuário devem assinar um acordo para dividir os lucros de merchandising da imagem. No ano passado, a idosa foi apelidada de a "pior restauradora do mundo" depois de tentar recuperar o afresco do século 19 de Elias Garcia Martinez.

Depois de tantas críticas, a saída de comercializar a imagem foi um alento a Cecilia, que diz ter ficado doente na época. "Agora parece que todo mundo está feliz", declarou a idosa a um jornal local.

Nova imagem

Depois de se tornar mundialmente famosa, e renovar o turismo da cidade, após a tentativa de restauração, Cecilia Giménez apresentou no dia 24 de julho uma nova versão para a imagem de Jesus Cristo.

Cecilia apresenta o seu novo quadro
(Foto: Reprodução)
"O que queria era que as pessoas soubessem que sei fazer um 'Ecce Homo'. Disseram que era uma pessoa idosa e que não saberia fazer isso, mas fiz porque tenho pintado durante toda a minha vida", disse a espanhola.

A nova obra da pintura está no rótulo de uma garrafa de vinho que será lançado por uma vinícola da cidade onde mora. Em princípio, serão 20 mil unidades do vinho, mas a vinícola está preparada para engarrafar até 100 mil, caso a demanda aumente.

Sobre a desfiguração do "Ecce Homo" do santuário, Cecilia fez um desabafo: "Passei muito mal, fiquei doente, senti muito. Fiz tudo com muito carinho e muito amor, como sempre fiz. Tudo bem que não pude terminá-lo, mas não precisavam dizer o que disseram de mim. Apesar disso, estou muito contente por tê-lo feito com carinho e amor".

Sua obra será estampada nos rótulos de 20 mil garrafas de vinho.
(Foto: Reprodução)
Agora, ela pensa em expor outros 30 quadros com a sua marca.

Fonte: Uol
*Com informações das agências EFE e AP
Visto em: ,