Empresa obriga homem com 234 kg a comprar 2 passagens, em cadeiras diferentes, para voar

| 15 de out de 2013
Essa foi uma das maiores frustrações na vida deste britânico de 43 anos cujo aumento de peso começou em um acidente industrial.
Quando Les Price voou para a Irlanda, ele teve que pagar dois lugares porque seu peso foi considerado excesso pela companhia aérea. A empresa tem uma política interna que só permite que cada passageiro tenha, no máximo, 127 kg.

“Quando cheguei ao aeroporto, eu tive que explicar a todos os funcionários porque eu tinha dois bilhetes e eles não tinham a menor ideia”, disse Price. “Quando eu finalmente entrei no avião, um assento era no corredor e o outro no canto da janela, em uma linha de três lugares. No trajeto de volta, um assento era no número 17 e outro no número 19!”, ressaltou.

O ocorrido parece cômico, mas é apenas mais uma das frustrações vividas pelo britânico que viu seu peso aumentar após um acidente que o deixou vivendo em casa, deitado.

Sua coluna foi prejudicada e ele precisou ficar 3 meses na cama. Isso contribuiu para seu aumento de peso. Em seguida, sua esposa morreu de câncer, o levando a desenvolver depressão, o que agravou a obesidade.

Após a situação constrangedora, Price pretende mudar seus hábitos e entrar em um programa de reeducação alimentar para perder peso.



Fonte: Jornal Ciência/R7
Visto em: ,