A polêmica do 11

| 6 de abr de 2011

Uma coincidência (ou lógica) vem impressionando muita gente. A questão é:
Se você somar a idade que você fez (ou fará) este ano somado aos dois últimos dígitos do seu ano de nascimento resulta em 111, ou se você nasceu a partir de 2000 a soma dos números dará 11. Ou seja:

Se você nasceu em Outubro de 1988, você fará 23 anos, então:
88 + 23 = 11
Se você nasceu em Janeiro de 2003 você fez 8 anos, então:
03 + 08 = 11

Antes de explicar esta polêmica, peço para que você faça o teste, some os dois últimos dígitos do seu ano de nascimento com a idade que você irá fazer (ou fez) e verá que a soma dos dois dará 111, ou 11 se você nasceu a partir de 2000.

Este cálculo é muito simples e lógico:

Isso acontece em 2011, de 1900 pra 2011, passou-se 111 anos, pois passou um século e 11 anos desde 1900. Portando, esse ano dá 111 para todas as somas; no ano que vem vai dar 112 e no ano seguinte 113, 114, 115...

Outro item que explica a numerologia inicial do 111 é que essa é uma contagem para as pessoas que nasceram em nossa era. Isso é provado pela seguinte idéia:

Quem tem 12 anos, nasceu em 1999: 99 + 12 = 111. Quem tem 112, nasceu em 1899, então: 112 + 99 = 211. Agora, para finalizar: Se houvesse alguém de 212 anos, teria nascido em 1799, então seria 212 + 99 = 311. Iríamos ao infinito calculando para trás ou para frente nas datas.

Algo simples, mas que causou polemica e comparações com os “números místicos”. Confira:

Os números sempre nos impressionaram, tanto que regem, sobretudo, os nossos credos religiosos. Um exemplo simples e que 3, 4, 7 e 12 são sempre citados na Bíblia, assim como suas variações. Vamos lá:
  • 12 tribos de Israeal;
  • 12 apóstolos;
  • 12 irmãos tinha José;
  • Carta de João às "7" igrejas,
  • Trindade (3),
  • Jesus tinha 30 anos quando começou o ministério (3 x 10) e morreu com 33 (3 repetido e 3 x 11);
  • 4 Cavaleiros do Apocalipse,
  • 4 evangélios
Agora, saindo do Cristianismo, podemos ver que tais números são presentes em muitos itens de nossa vida.

  • 12 meses, 
  • 12 signos, 
  • 7 dias na semana, 
  • 7 pecados capitais, 
  • 7 notas musicais.

Algumas religiões, inclusive mais antigas que o Cristianismo usam tal simbolismo. No Hinduismo há duas trindades. Vishnu, Brahma e Shiva e Shiva, Parvarti e Ganesha, assim como a sagrada família com José, Maria e o Menino Jesus. Buda cita que existem 8 sendas (4 + 4). Roma Tinha 7 colinas. Nas crenças do panteão Yorubá Xangô tem 12 deuses (adaptando a linguagem) ao seu redor em seu reino nas pedreiras.

Tantos números e qual a explicação? O ser humano descobriu na Matemática uma fórmula para sua organização social e pessoal. Como tal ciência mostrou-se exata, a entendemos em nosso primitivismo como sendo divina, até por que apenas os antigos sacerdotes tinham domínio de tais instrumentos.

Uma observação é que a própria construção de nosso idioma Português tem a maior parte de suas composições cantadas na métrica de verso chamada redondilha maior (verso de "7" sílabas). Observe que 12 é a multiplicação de 3 por 4 e vice versa e 7 é a soma de 3 por 4 e vice versa.
Visto em: ,