Artista japonesa cria playgrounds de crochê e tricô

| 4 de jul. de 2013
Tudo aconteceu por acidente. Duas crianças entraram na exposição “Multiple Hammock No. 1″, da artista japonesa Toshiko Horiuchi MacAdam, um grande nome quando o assunto é arte têxtil e, sem saber nada sobre as regras de apreciação de um museu, pediram para usar a obra exposta. Sim, brincar com ela. Com a resposta afirmativa da autora, as crianças escalaram a estrutura enquanto eram assistidas por uma Toshiko apreensiva. O trabalho da artista ganhou vida de forma inexplicável e inesperada. Balançando e esticando-se, a obra transformou-se completamente. Tudo isso aconteceu no fim da década de 60.



Foi assim que surgiu a ideia de criar playgrounds feitos de crochê e tricô, que só vem ganhando mais e mais força. O projeto “Net Play Works”, idealizado desde 1979, consiste em criar arte pública para crianças. Em 1990, Toshiko e seu marido, o canadense Charles Macadam criaram a Interplay Design e Produção, Inc, em Nova Scotia, no Canadá, para desenvolver o conceito de “esculturas brincáveis”. Elas estão localizadas no Parque Nacional de Tóquio e, mesmo depois de tanto tempo, o projeto ainda encanta e diverte um grande número de crianças, assim como ele fez quase uma geração atrás.

As estruturas são fortes e atraentes, Seu design inovador permite que a tensão seja mantida quando a fibra estica. Cada projeto é desenvolvido por Norihide Imagawa, um dos pré-eminentes projetistas estruturais japoneses. Confira!







Fonte: Zupi
Visto em: ,