Mercado negro chinês vende óleo mais barato, “reciclado” do lixo

| 1 de dez de 2013
Esqueça todas as histórias bizarras da China por que vem aí a mais chocante delas: o uso do “óleo de sarjeta” na culinária.

Boa parte das receitas chinesas são fritas, e comer nas barraquinhas de rua é um hábito da população e dos turistas. O que muita gente não sabe é que existe um mercado negro que vende um óleo mais barato, “reciclado” do lixo.

Os operários do esquema reviram lixeiras, calhas e esgotos para pescar lixo sólido ou líquido que contenha gordura usada. Feito isso, eles processam o material, transformando a meleca em óleo de cozinha, que é vendido beeeeem baratinho para comerciantes de alimentos.

Um vídeo produzido pela Radio Free Asia mostra como um casal de vendedores de óleo de sarjeta trabalha. Não aconselhamos para quem tem o estômago fraco porque – SPOILER – começa com o casal escavando o óleo de esgoto e termina com os consumidores chineses consumindo o produto sem saber:


Obviamente, a prática é ilegal e o óleo de sarjeta contém diversas substâncias cancerígenas, mas as autoridades locais ainda não conseguiram conter o esquema.

Por via das dúvidas, se for à China, cuidado com os quitutinhos fritos

Fonte: Mundo Estranho/Abril
Visto em: , ,