Parques de diversão abandonados parecem cenário de filme de terror

| 4 de dez de 2013
Tragédias e brinquedos destruídos pelo tempo compõem a atmosfera assustadora desses locais

Brinquedos gigantes e coloridos; sorvete, algodão doce e pipoca; adultos e crianças sorrindo: essas são algumas das imagens mais comuns associadas aos parques de diversão. No entanto, em alguns desses locais, ao invés do esperado clima de alegria, são o silêncio, a decadência e as histórias verídicas de tragédias que compõem uma atmosfera assustadora criada após anos de abandono e típica de cenários de filmes de terror. A seguir, veja imagens de alguns dos parques abandonados pelo mundo:

O parque Six Flags New Orleans, nos Estados Unidos, também conhecido como Jazzland, está abandonado desde a passagem do furacão Katrina, em agosto de 2005 Próxima O parque Six Flags New Orleans, nos Estados Unidos, também conhecido como Jazzland, está abandonado desde a passagem do furacão Katrina, em agosto de 2005 
Em 2009, foi cogitada a possibilidade de reabertura do parque, mas o projeto, avaliado em R$ 385 milhões (US$ 165 milhões), não foi concretizado, segundo informações divulgadas do canal The Weather Channel
Construído à sombra do Monte Fuji, no Japão, o Reino de Gulliver (baseado no filme As Viagens de Gulliver, de Jonathan Swift) foi aberto em 1997 e ficou em funcionamento por apenas quatro anos
Em 2007, após seis anos de abandono, o parque foi demolido e diversos objetos que ainda estavam conservados no local foram destruídos
O parque aquático River Country foi fechado em 2001 e é, até hoje, o único parque da Disney a ser desativado permanentemente
Localizado no Estado norte-americano da Flórida, o River Country foi inaugurado em 1976, com a promessa de trazer diversão para toda a família
Não há nada de "divertido" na história do Parque de Pripyat, na Ucrânia. A inauguração oficial estava marcada para o dia 1º de maio de 1986, mas poucos dias antes, em 26 de abril, o reator de número 4 da usina atômica de Chernobyl, na antiga União Soviética (URSS), se desintegrou e provocou o maior acidente nuclear da história
O parque abriu durante poucas algumas horas, no dia 27 de abril, antes que fosse feito o anúncio para evacuação do local
Inaugurado em 1894, o Lincoln Park, chegou a ser um parque de diversões muito bem sucedido nos Estados Unidos. Até mesmo o presidente John Kennedy e seus filhos frequentavam o local, de acordo com o jornal americano Boston Globe
Mas um acidente fatal na montanha-russa Comet, em 1986, no qual um homem morreu, levou as pessoas a questionar a segurança do parque, que foi fechado um ano depois.
Em julho de 2012, a montanha-russa de madeira de 3.000 m de comprimento foi demolida
Localizado em Berlim, o Spreepark foi inaugurado em 1969, com o nome de Kulturpark Planterwald, na então Alemanha Oriental. Sua principal atração era a sua roda-gigante, com mais de 40 m de altura e 36 carros de passageiros
Em seu auge, o parque de diversões atraiu até 1,7 milhão de visitantes por ano. Em 2001, apenas 400 mil visitantes entraram no parque. Em 2002, o Spreepark foi fechado

O parque Chippewa Lake Park, em Ohio, nos Estados Unidos, operou entre os anos de 1878 a 1978. Após o fechamento, o local permaneceu praticamente intocado
Com o passar dos anos, as árvores foram crescendo junto aos brinquedos e vários edifícios desabaram, criando uma atmosfera assustadora no local
O Dogpatch USA, localizado entre as cidades de Harrison e Jasper, no Estado norte-americano do Arkansas, funcionou entre 1968 e 1993, até declarar falência
O parque temático foi inspirado no desenho L'il Abner, uma tira satírica de quadrinhos que apareceu em vários jornais nos Estados Unidos e Canadá

Fonte: R7
Fotos: Reprodução/weather.com
Visto em: ,