No Acre, cobra colorida é encontrada em quintal e impressiona moradora

| 3 de jun de 2014
Animal é conhecido como 'cobra-de-buriti' devido à semelhança com a fruta.
Doutor em zoologia da Ufac diz que animal não é tão comum.

A engenheira florestal Ana Cláudia Pupim se surpreendeu ao fazer uma faxina na residência em que mora na Vila Irineu Serra, em Rio Branco, no dia 24 de maio. Ao limpar o quintal, retirando pedaços de madeira que sobraram da construção de uma cerca, encontrou uma cobra colorida, diferente de todas que já havia visto. Se trata da 'cobra-de-buriti' ou 'buritizeira', de acordo com o doutor em zoologia Paulo Bernarde, da Universidade Federal do Acre (Ufac).
Engenheira florestal Ana Cláudia Pupim encontrou o animal enquanto fazia uma limpeza no quintal da residência onde mora, em Rio Branco (Foto: Ana Cláudia Pupim/Arquivo Pessoal)
Após fotografar o animal, Ana Cláudia conta que pediu ajuda a um vizinho para soltá-lo, uma vez que não queria machucá-lo. O animal foi solto em seu habitat, em uma área de floresta próxima à residência.

"Tinha uma madeira serrada, usada em uma cerca, e eu comecei a tirar as coisas. Eu percebi que tinha uma cobra embaixo delas, por intuição. Eu tirei uma estaca e ela estava quietinha. Então, eu chamei meu vizinho, porque não sabia bem o que fazer, queria tirá-la de lá, mas não queria matá-la. Nunca tinha visto uma com aquelas cores", conta.

Paulo Bernarde, do campus da Ufac em Cruzeiro do Sul, explica que a cobra tem o nome científico Erythrolamprus dorsocorallinus e que não é tão comum na região amazônica. O nome popular foi dado por causa das escamas lembrarem a casca do fruto buriti.

"Ela era conhecida antes apenas para a Venezuela. Depois, a partir de 2011, ela começou a ser registrada por pesquisadores no Brasil, nos estados do Acre, e também no Amazonas, em Boca do Acre. Ela não é peçonhenta, apresenta hábitos terrestres e atividade durante o dia, alimentando-se de pequenas rãs", finaliza.

Fonte: G1
Visto em: , , ,