Doença rara pode ter inspirado mito da sereia na Antiguidade

| 24 de out de 2014
Sirenomelia consiste na malformação nas pernas, que se mostram unidas por uma membrana, como se fosse um membro só.

Foto: Bart / Flickr
Uma doença congênita rara pode ter servido de inspiração para a criação do mito da sereia, criatura meio peixe, meio humana, que ocupa o mundo da fantasia, dos contos de fada e do folclore. As informações são do Daily Mail.

A sirenomelia consiste na malformação nas pernas, que se mostram unidas por uma membrana, como se fosse um membro só. A doença, que atinge um bebê em cada 100 mil crianças, costuma ocorrer em casos de gêmeos idênticos.

Especialistas chegaram à conclusão de que a doença chegou a afetar alguns bebês na antiguidade. Essas crianças teriam servido como inspiração para a criação do mito da sereia.

Crianças que nascem com sirenomelia não costumam viver por muitos dias. Se não forem submetidas a uma cirurgia de separação dos membros pouco depois do nascimento, a ameaça de sérios problemas nos rins e na bexiga se torna perigosa.
Foto: Daily Mail / Reprodução

A mulher mais velha que já teve a doença é Tiffany Yorks, uma americana que nasceu em 1988. Ela passou pela cirurgia antes de completar seu primeiro ano de vida e ainda sofre com problemas de mobilidade. Aos 26 anos, usa cadeira de rodas e muletas para se locomover, devido aos seus ossos frágeis.

Fonte: Terra
Visto em: , ,