Steve Jobs não permitia aos filhos pequenos usar o iPad em casa

| 26 de out de 2014
De acordo com um post do The New York Times, Steve Jobs era um pai “low tech”, isto é, não deixava que seus filhos usassem dispositivos tecnológicos com a frequência que quisessem.

Nick Bilton, autor do post, conta que entrevistou Jobs em 2010, logo após o lançamento do primeiro iPad. “Então, seus filhos devem amar o iPad, né?”, ele perguntou ao então CEO. A resposta? “Eles nunca usaram", disse Jobs. "Nós limitamos a quantidade de tecnologia que nossos filhos usam em casa”, afirmou.



O jornalista conta que ficou surpreso e um silêncio “estupefato” tomou conta do ambiente. Ele conta que imaginava que a casa de Jobs era como o paraíso dos nerds: as paredes seriam gigantes telas sensíveis ao toque, a mesa de jantar, feita a partir de telhas de iPads e iPods seriam entregues às visitas como chocolates. Mas Jobs explicou que não era bem assim.

Depois disso, Nick entrevistou diversos outros executivos que também seguiam este mesmo estilo de vida de não deixar que seus filhos usem a tecnologia sem limites. Um deles é Chris Anderson, ex-editor da Wired e agora presidente executivo da 3D Robotics, uma fabricante de drones, que instituiu prazos e controle familiar em todos os dispositivos em sua casa.

“Meus filhos acusam a mim e à minha esposa de sermos fascistas e excessivamente preocupados com tecnologia, e eles dizem que nenhum de seus amigos possui as mesmas regras", disse ele a Nick sobre seus cinco filhos, de 6 a 17 anos. "Isso é porque temos visto os perigos da tecnologia em primeira mão. Eu já vi isso em mim, não quero ver acontecendo com meus filhos”.

Os perigos a que ele se refere incluem exposição a conteúdos nocivos, como pornografia, bullying por parte de outras crianças e, talvez, o pior de tudo: os jovens podem se tornar viciados em seus dispositivos, assim como seus pais.

Já Dick Costolo, CEO do Twitter, disse a Nick que ele e sua esposa aprovam a utilização ilimitada dos dispositivos, desde que seus dois filhos adolescentes estejam na sala de estar. Eles acreditam que muitos limites poderiam ter efeitos adversos sobre os seus filhos.

"Quando eu estava na Universidade de Michigan, havia um cara que morava no dormitório perto de mim e ele tinha diversos cases sobre a Coca-Cola e outros refrigerantes em seu quarto", disse Costolo. "Mais tarde eu descobri que era porque seus pais nunca o tinham deixado tomar refrigerante quando era pequeno. Se você não deixa que seus filhos tenham alguma exposição a um determinado material, quais problemas isso causa mais tarde?”.

Nick finaliza sua história contando que nunca perguntou a Jobs sobre o que seus filhos faziam em vez de usar dispositivos tecnológicos. Então ele decidiu perguntar a Walter Isaacson, autor da biografia "Steve Jobs", que passou muito tempo na casa do cofundador da Apple.

"Todas as noites, Steve fazia questão de jantar na grande mesa da cozinha, discutir livros e história e uma variedade de coisas", disse ele. "Ninguém nunca usou um iPad ou computador ali. As crianças não pareciam viciadas nos dispositivos de forma alguma”, disse Isaacson a Nick.

Fonte: Info
Visto em: , ,